terça-feira, 15 de abril de 2008


Desafio:

Descobre-te a ti mesmo


À primeira vista pode parecer fácil a pessoa conhecer-se a si própria, alguns até dirão " O quê??? Eu conheço-me muito bem. " Mas aqui fica o desafio: Será que tu sabes quem és? Até onde é que tu te conheces realmente? Bem, lá vem mais um daqueles testes, com 1013 perguntas chatas para eu responder...LOL Nada disso!!! O que te sugiro é que dediques algum do teu tempo para pensares sobre ti, para te sentires, para descobrires o magnífico ser humano que és!E acredita que vale bem a pena esta viagem!

A minha sugestão é que faças um diário/ uma lista de todas as razões que te fazem sentir bem contigo próprio. Qualquer coisa que tenhas conseguido que te tenha feito sentir bem, por exemplo um livro que tenhas lido, acções que tenhas feito...

Não te esqueças que os teus pensamentos criam a tua realidade, como tal deves estar atento a eles. Nunca é demais lembrar que tu és o Capitão do teu barco!!!Os pensamentos e sentimentos negativos e de medo devem ser "vigiados" e assim que os detectares podes substitui-los imediatamente por pensamentos positivos, por afirmações... Esta missão de vigiar os pensamentos pode ser dificil de inicio, mas se hoje "apanhaste um pensamento negativo" amanhã já consegues "apanhar dois".

Faz a experiência durante um dia, ou durante umas horas: caça ao pensamento negativo:) , escrever uma lista também ajuda. Ficarás surpreso com os resultados, com a quantidade de pensamentos menos bons que tens durante um só dia e que nem sequer dás conta deles, depois é só multiplicar... Agora podes imaginar a diferença que vais sentir quando os anulares e/ou substituires por coisas boas.

Vou dar um exemplo concreto, muitas vezes as pessoas dizem " Que chatice lá vou eu para a porcaria do meu emprego", ora as pessoas que tem emprego devem estar gratas , por poderem trabalhar (terem saúde/ capacidade fisica e mental), por terem emprego, por ganharem dinheiro.... Ou a famosa frase " Eu não sou capaz de...", ora se eu estou a dar uma ordem ao meu cérebro que não sou capaz, ele vai simplesmente obedecer-me. Nós muitas vezes por causa da "mente negativa", olhamos para nós como " meios vazios" em vez de " meios cheios".

Muitas vezes durante o nosso dia-a-dia temos a tendência de sobrevalorizar o que de negativo nos acontence, esquecendo as inúmeras coisas pelas quais devemos estar gratos, os pequenos milagres, alegrias, as coisas simples.... É importante realçar o que de bom acontence na nossa vida todos os dias, nem que seja o facto de uma criança nos ter sorrido, de ter um tecto e uma caminha para dormir, de hoje ter conseguido ultrapassar um medo... Podemos antes de ir dormir, guardar 5 minutos para pensar no nosso dia e agradecer!!!!


Bem por agora é tudo, mais tarde gostaria de falar da importância do Amor-próprio e da auto-valorização na nossa vida.


Participem neste blog deixando o vosso valioso comentário.


Namasté

2 comentários:

José Luís disse...

Ginástica mental diária :D

O dar por mim a pensar em pequenas sombras, em auto-criticar-me por dá cá aquela palha... só me limita em termos de exploração pessoal. Esse trabalho constante é muito discreto, mas extremamente importante.

E é como dizes, em todas as pessoas há muito e muito a explorar.

É bom ler-te :)

carica disse...

Lembrei-me de dar aqui um pulinho.
Volta e meia, passo sempre por aqui.
Adorei o texto e, aqui fica o meu incentivo para que continues: quero ler mais, quero ler mais!
E é uma grande verdade a importância deste exercício, de prestar atenção ao fruto do pensamento, à gratidão e, acrescento, ao riso.
No outro dia acordei a rir, porque agradeci não ter nenhum bastão por perto, pois assim já corro o risco de dar uma marretada à cara metade! LOL
Oh, frutos da alegre disposição matutina.